Mostrando postagens com marcador urbana pe. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador urbana pe. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

CAMPANHA FAÇA O CERTO É ESTIMULAR AS BOAS AÇÕES AO CIDADÃO DE BEM

    O Blog Grande Recife Mobilidade Pe  - Apoia esta iniciativa. ( foto:Divulgação)

Com objetivo de evitar evasão de renda nos coletivos, a Urbana -Pe lança campanha nesta manha de quinta feira dia 17/08/12 ( faça o certo).

A ação em si, é coibir as pessoas de praticarem atos de fraudes e evitar ser pego pulando catraca, andando na frente dos coletivos e entrando pelas portas traseiras.

Segundo o sindicato das empresas, a gratuidade é concedida a 10% dos usuários e isso significa 180 mil pessoas dia, já com a fraude de não pagar a passagem este numero triplica e quem paga são os usuários que fazem o certo e paga a sua passagem e no fim das contas ainda paga pelo ato do infrator.

A campanha contará com Outdoors,Outbuss, divulgação Radio , TV, e mídia digital .

Vamos aguardar que esta iniciativa der certo para que possamos cobrar do Governo e da Urbana Pe, um transporte digno e confortável a um preço justo, e cabe a cada um de nós ajudar a Fazer o Certo pois o errado é uma forma de corrupção e num tempo de cobranças que os políticos sejam honesto e nós temos que ser o exemplo. 

Texto: Jaílson Silva deste Blog

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

BRT EM PERNAMBUCO TEM UMA EVASÃO DE 15 MIL PESSOAS DIA AI FICA DIFÍCIL COBRAR DOS POLÍTICOS SUA HONESTIDADE

Cerca de 12% dos passageiros do BRT não pagam passagem, diz sindicato

Dados são do Urbana-PE. Para tentar impedir a entrada irregular, órgão instalou catracas mais altas, com mais de 1,5 m de altura.

Por Bianka Carvalho, TV Globo
 
De cada 100 passageiros do BRT, 12 burlam a catraca, segundo Urbana-PE
A cada 100 pessoas que usam o BRT na Região Metropolitana do Recife, 12 não pagam passagem. Ou seja, cerca de 12% dos passageiros burla o sistema e pula a catraca para viajar de graça. Os dados são do Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros no Estado de Pernambuco (Urbana-PE). Para tentar impedir a entrada irregular, o órgão instalou catracas mais altas, com mais de 1,5 m de altura, em 44 estações do BRT. 

Contudo, a novidade é alvo de reclamações desde que foi implementada. Os passageiros dizem que ficou bastante difícil de passar na catraca. “É muito imprensado. Imprensado demais. É muito complicado para passar”, conta a empregada doméstica Maria José Silva.
Para passar com sacolas, os passageiros precisam colocá-las por cima da cabeça. “Aperta o estômago. Eu já sou meio gordinha, imagina uma mais gordinha ainda? Aí é que vai incomodar mesmo. Imagina uma gestante passando aqui também”, comenta a auxiliar de serviços gerais Alexsandra Galdino.
Além de estreita e pesada, ela seria alta demais. O porteiro José Dias Filho reclama de dores nos joelhos quando passa na catraca. “Ficou muito alta. Eu tenho problema no joelho, nos dois joelhos. É ruim para mim”, aponta
Catracas altas foram alvo de reclamações dos passageiros (Foto: Reprodução/TV Globo)
Catracas altas foram alvo de reclamações dos passageiros (Foto: Reprodução/TV Globo)
Segundo a Urbana-PE, a medida não visa apenas o prejuízo para as empresas. O órgão irá lançar, ainda, uma campanha educativa. “A pessoa quando não faz o pagamento da tarifa está repassando o custo para os demais passageiros. Isso não é justo. Nós estamos atentos ao fato, acompanhando o possível impacto dessas alterações na operação”, pontuou o consultor de marketing do órgão, Bernardo Braga.
Enquanto as análises são feitas, a população segue com as críticas a novidade. Eles reclamam que a maioria está sofrendo por conta de algumas pessoas que cismam em burlar o sistema. “Não adianta porque quando eles querem, quando tem jogo, eles passam de qualquer jeito, pulam. E a gente que sai prejudicada”, destaca a empregada doméstica Julia Silveiro.
De acordo com o delegado, burlar a catraca é uma forma de estelionato. A punição para esse tipo de crime é de 15 dias a dois meses de detenção.
“O estelionato ocorre quando a pessoa obtém uma vantagem indevida, ilícita, levando outra pessoa a erro. Ou seja, enganando outra pessoa. No caso do sujeito que pula a catraca, ele obtém a vantagem indevida, que é não pagar pelo transporte, e ela o sistema ao erro a entender que ele pagou quando, na verdade, ele pulou a catraca”, explica.
fonte: G1 Pe

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

SISTEMA DO (SEI) ESTA QUASE FALIDO E TERCEIRIZA SUAS GESTÕES COM AS EMPRESAS PARA TER UM MELHOR SERVIÇO EM 3 DOS 24 TERMINAIS DO SISTEMA

Gestão privada para colocar ordem nos terminais integrados de ônibus


Tres terminais estão sendo geridos pelas empresas de ônibus desde julho de 2017 e o TI Macaxeira esta entre eles.

Saturados mas necessários os terminais do sistema SEI está sendo administrados pelas empresas de ônibus do Grande Recife e a Urbana Pe desde julho deste ano e dos 24 existentes 3 deles o O de Prazeres/Cajueiro Seco e Macaxeira as próprias empresas que presta o serviço agora é responsável pela sua manutenção e segurança.

Segundo o Presidente da Urbana Pe Fernando Bandeira não há nenhum custo adicional ao sistema e nem aos usuários e com isso a operação esta mais fácil e organizada e o ganho de tempo na operação também.


TI Cajueiro Seco agora com ADM da Urbana Pe e a Vera Cruz, SJT.

A responsabilidade agora de orientação de filas, segurança, energia elétrica, água, pintura, estrutura física, elevadores, escadas rolantes e estrutura são atributos das empresas e a Urbana Pe.


A comerciante Etiene Muniz do TI Macaxeira relata, que trabalha no terminal a 15 anos e nunca tinha visto e sentido o banheiro cheiroso e limpo como hoje é para os usuários.


Falta muita coisa para ser feita , mas os usuários já percebem uma significativa melhora, mas os ambulantes ainda domina o terminal e prejudica os comerciantes que paga caro pelo espaço nos quiosques e dizem que são prejudicados e aguarda uma solução.

Diz Ednaldo Rocha do TI Cajueiro Seco


O TI Prazeres é o menor dos 3 que a Urbana esta administrando e com apenas 2 linhas  e com um fluxo de 8 mil pessoas dia é o que menos tem problemas.
 

Completando o 3º a ser administrado pela urbana Pe o TI Cajueiro Seco


Fonte: URBANA PE
Matéria de Roberta Soares do blog De Olho no Transito
texto adaptado de Jaílson silva